sexta-feira, 29 de julho de 2016

Pra pensar - quem tem mais?

Oies!

Dia desses estava conversando com as amigas e voltei pra casa e fiquei pensando... Quem tem mais? Quem pode mais? Qual é maior? Quem é mais importante?...

Essas são questões que geram muitas discórdias, mas que no final das contas ninguém tem razão. Ouviu? NINGUÉM!!! E sabe o por quê? Porque só cada um sabe o que passa, o que pensa, o que tem...

Qual é a maior dor? A minha, claro!
Qual é a maior tristeza? A minha, ué!
Quem tem mais amigos? Eu!
Quem tem mais dívidas? Eu, lógico!

E por aí vai... É só parar pra pensar um pouco que você vai ver que em algum momento, o seu é o melhor, o maior, o mais mais... E tem problema? NÃO! Claro que não.

Agora, o que anda acontecendo é que as pessoas, por conta dos seus problemas esquecem-se dos outros. Esquecem que vivemos em sociedade e que numa sociedade o básico é que são pessoas num mesmo local, lutando por um mesmo objetivo.... Tá, tá... nem todo mundo luta pelo mesmo objetivo que eu, mas as pessoas que eu tenho por perto e cultivo, essas sim!

É meio difícil (eu confesso) pensar que existem pessoas "melhores" do que eu, "mais ricas" que eu, "menos sofridas" que eu... Mas nada do que eu passei, nada do que aconteceu e acontece comigo é em vão. Tudo nessa vida é aprendizado! Ou como diz o professor Pancrácio da novela "Êta mundo bom!": "Tudo que acontece de ruim na vida é pra melhorar".

Foi rapidinho, só pra pensar mesmo... E pra aprendermos a nunca menosprezar a opinião das outras pessoas, nunca diminuir a dor, o sofrimento ou as alegrias dos outros.

Beijos!

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Sobre o amor...

Ha dias venho pensando sobre as várias coisas que vem acontecendo comigo, com quem eu amo, com quem eu conheço, com qualquer pessoa que eu tenha contato (virtual, pessoalmente ou só de passagem mesmo). Aí me veio um pensamento: O que é o amor?


Já li e ouvi várias definições da palavra e do sentimento. Mas o que é? Assim como cada ser humano é único, acredito que o amor que cada um sente também é diferente, único.

Uns amam ter ~ dinheiro, amigos, saúde, animais de estimação ~ e outros amam ser ~ mãe, avó, tia, madrinha, amiga, irmã.

No momento, amo ter o que tenho e ser o que (quem) sou. Sou feliz assim, mesmo não podendo ter tudo o que queria, fazer o que queria, ir onde queria, ser o que queria. Afinal, batalhei, lutei, conquistei o que tenho, onde estou, o que sou.


Posso concluir que amo ser feliz e sou feliz porque posso amar. Apesar de todas as dificuldades, dos tropeços, dos percalços, dos buracos. Nem tudo são flores, mas mesmo no lodo nascem flores. Há amor nas flores, e no lodo também! E sabe por quê? Porque há vida, há beleza, há saúde, há renovação, há multiplicação e quando a gente multiplica coisas boas, multiplicamos a bondade, a felicidade, o amor!


Vamos amar? Vamos multiplicar o amor?

Porque é disso que a vida é feita, afinal...


Beijos com amor!

Mê - 27/05/2016

segunda-feira, 25 de abril de 2016

30 fatos sobre mim (e os meus 30 anos...)

Oie!!!

Eu sei que já faz um mês que fiz 30, mas nunca é tarde, né?!


Resolvi falar de umas coisas que talvez poucas pessoas saibam, e nada mais propício do que 30 fatos sobre mim nesses meus 30 anos. Então vamos lá?

1 - Sou ariana. E como toda boa ariana tenho gênio forte, sou persistente quando quero algo e mudo de opinião a todo instante. Num momento estou revoltada e logo depois consigo ficar feliz. Não me pergunte como, mas sou assim...

2 - Amo dormir. E gente, é muito bom... Funciono de manhã, mas adoro acordar as 2 da tarde. OK que aí o dia voa, já foi metade, mas dormir é bom demais!

3 - Não gosto de café com leite. Sim! Por favor não misture. Café recém coado é bom. Leite (puro ou com achocolatado) também. Mas se misturar, pra mim acabou! Yecát!

4 - Sou nutricionista. E amo minha profissão!

5 - Amo crianças. Sim! Todas elas! De todas as idades! Em qualquer lugar que eu esteja estarei prestando atenção no que alguma criança próxima está fazendo, como está comendo, o que está falando. E não pisco. AMO mesmo!

6 - Não assistia muitos filmes até conhecer meu marido. Costumo dizer que eu era "virgem de filmes" até conhecer ele. Alguns eu assisti por estar com meus primos (a Mariana não cansava de ver "101 Dálmatas") ou com meu irmão ("Tigrão - o filme"). Depois que já estava mais crescida, vieram "Shrek", "Procurando Nemo", "Toy Story" e outros. Mas os clássicos, por exemplo "A Bela e a Fera", "Cinderela", "Matrix" só conheço a história de ouvir as pessoas falarem. Não assisti inteiro (AINDA!).

7 - Hoje só dou aulas - e AMO. Desde pequena queria ser professora. Mas a vida me levou por outros caminhos (que eu amei conhecer), mas acredito que meu dom é ensinar. No momento dou aulas de nutrição para cursos técnicos.

8 - Adoro misturar doce com salgado. E num nível HARD! Sim, meu paladar é EXTREMAMENTE agridoce. Fruta na salada é uma delícia sim, mas comer a sobremesa junto com a comida é excepcional. Misturo mesmo, não tenho vergonha e não obrigo ninguém que está comigo a comer o que eu como.

9 - Adoro bichinhos, mas já tive MUITO medo. Me lembro de ter medo do cachorro da minha tia e de não querer chegar nem perto de peixe no aquário. Mas fui me aproximando do cachorro, dos animaizinhos e hoje AMO! Tenho 2 gatas em casa e na casa da minha mãe, 2 gatas e 1 cachorro.

10 - Não fui a MELHOR nem a PIOR aluna da sala. Sempre fiquei na média! Já tirei muitas notas 10 (inclusive na faculdade), mas também já tirei uma nota 0 (primeira prova de Física do 2º ano do Ensino Médio - recuperei depois).

11 - Estudei 14 anos na mesma escola. No SESI, a gente entrava na creche e ficava lá até a 8ª série (naquela época não tinha ensino médio lá). Tenho amigos daquela época até hoje, afinal foi metade da minha vida vivida com eles todos os dias, né!

12 - Gosto de trabalhos manuais. Não sou muito boa, sou meio torta. Mas descobri que a prática é o segredo.

13 - Sou péssima para controlar finanças. Se tenho dinheiro compro. Se não tenho, passo vontade. E pode ser que alguma conta atrase por conta disso....

14 - Dirijo desde os 19 anos e adoro! E quero tirar carta C para dirigir van, micro-ônibus e até caminhão.

15 - Não gosto de ficar sozinha. Quanto mais gente, melhor!

16 - Odeio limpar a casa. E todos os serviços domésticos. Mas fazer o que né... se tem que limpar "nóis" limpa...

17 - Amo cozinhar. E as vezes nem como o que eu faço. Se a pessoa comer e gostar fico muito feliz!

18 - Sou muito preguiçosa. A típica brasileira que deixa tudo para a última hora. Já me ferrei muito por conta disso, mas estou tentando mudar isso!

19 - Meu primeiro emprego foi aos 17 anos. Tarde para alguns, cedo para outros... Fato é que eu aprendi muito lá, trabalhei muito também. Mas a sensação de ter seu próprio dinheirinho me conquistou...

20 - Já trabalhei em telemarketing. E não foi o meu primeiro emprego. Eu gostava muito, conheci pessoas maravilhosas que, infelizmente, pelos percalços da vida foram se perdendo no caminho, mas graças a essa internet maravilhosa ainda mantenho contato com alguns.

21 - Tenho 2 irmãos. Um mais novo (Lucas, 11 anos mais novo) e um mais velho (Eduardo, 3 anos mais velho e adotivo).

22 - Adoro falar, escrever, me libertar através das palavras. E se deixar falo até alguém me mandar calar a boca. Escrevo na agenda, no caderno, no blog... As vezes me expresso melhor escrevendo.

23 - Sou chorona. E muito! Lembro de quando eu tinha uns 5, 6 anos e estar assistindo TV com a minha tia e as pessoas (não lembro se era novela ou filme) estavam chorando de emoção e eu perguntei pra minha tia se eu podia chorar também... E continuo assim até hoje. Choro mesmo! Lava a alma!

24 - Gosto da "Xuxa" (já quis ser paquita), "Sandy e Jr" (tenho quase todos os CDs) e já dancei "É o Tchan" (sei até hoje todas as coreografias).

25 - Tentei ser modelo. Fui até uma agência (eu e meus primos), tirei fotos, fiz cursos, mas sem sucesso....

26 - Já fiz Ballet e Ginástica Olímpica (chamada de Artística hoje). E olha, me arrependo de ter abandonado os dois.

27 - Não gosto de beber água. Suco, refrigerante, chá: ok. Mas água é meio difícil. Eu sinto gosto, "textura" (se é que posso chamar assim) nas diferentes águas. Tomo porque não tem jeito mesmo.

28 - Não uso roupas curtas nem muito decotadas. Não me sinto à vontade. Costuro todos os decotes abertos.

29 - Morria de medo do mar. Minha mãe quase me perdeu na praia quando eu tinha uns 2 anos porque a onda veio na cadeira onde eu estava sentada e eu saí correndo (um homem viu minha mãe gritando e me segurou). Eu entrei no mar sozinha quando eu tinha 8 anos e tem foto desse momento histórico! Hoje vida normal, mas sempre com aquela máxima na cabeça: "água no umbigo, sinal de perigo".

30 - Amo dançar. Tem festa? Me chama? Me perco na pista de dança e só paro quando a música acabar (ou quando o DJ for ruim mesmo...).

Então é isso! Espero que tenham gostado e que assim possam conhecer um pouco mais de mim. Eu pensei em fazer um vídeo com as fotos dos fatos, mas não sei se ficaria interessante... Se pedirem, eu faço.

Comente se eu surpreendi com alguma coisa ou se quiser saber mais afundo algum desses fatos.

Beijos!!

terça-feira, 12 de abril de 2016

Trintei e agora?

Oies!

Gente como esse tempo passa voando, né! 30, TRINTA anos!!! Caramba! Onde eu estava que os trinta chegaram e eu nem vi?

Quando era mais nova me imaginava com 30 anos, meu irmão com quase 20 e hoje estamos aí... Enfim, uma hora chega e chegou.

Meu aniversário foi dia 26/03, mas resolvi escrever agora porque esses dias andei pensando em algumas coisas e resolvi compartilhar (ou só deixar registrado mesmo!).


Já fiz tantas coisas: já ganhei amigos maravilhosos, já cortei a cabeça (2 vezes), já comprei um carro, já comprei um apartamento, já casei, já me formei, já trabalhei em lugares totalmente diferentes, ainda tenho amigos antigos, já reencontrei pessoas que eu achei que havia perdido na vida, já perdi pessoas queridas, já ganhei presentes que jamais pensei ganhar, já comecei e parei ballet por 2 vezes, já comecei e parei a ginástica artística por 2 vezes, já ganhei um troféu de primeiro lugar numa competição, já corri 5 km, já tive um monte de bichinhos de estimação, e um monte de outras...

Mas ao mesmo tempo em que paro para pensar no que eu já fiz, penso também nas coisas que a vida me separou para que eu ainda viva e as experiências que ainda vou passar. Penso também nas coisas que eu quero, o que eu desejo, o que eu espero. Algumas dependem só de mim. Para outras, eu preciso de ajuda e quanto a isso não tenho do que reclamar, pois tenho amigos, família e pessoas maravilhosas ao meu redor.

Resolvi fazer uma festa para comemorar com os mais próximos e me senti super jovem (piadas internas!) kkkkkkk..... Até me vesti como menininha comportada que não sou!


Mas e agora, o que será daqui pra frente? Não sei. Estou esperando novos desafios, novas conquistas, novas esperanças.

E eu fico aqui... querendo, desejando, sonhando...

Beijos!

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Quebra cabeças na decoração da casa

Oies!

Hoje vou mostrar uma coisa que nós amamos e que temos em casa: quebra cabeças! Sim. Foi uma descoberta minha e do marido na época do namoro. Primeiro, compramos um já pensando em quando tivéssemos a nossa casa, mas fomos um pouco ousados e compramos um de 5 mil peças. E por quê essa loucura? Porque a gente queria uma imagem legal e foi a única que achamos na época. Esse aqui:


E vieram os problemas: não tem lugar pra montar uma coisa gigante dessa! Começamos a montar na casa da minha sogra, usando um porta puzzle que é inflável, mas um dia fomos ver e tinha caído algumas peças. Decidimos desmontar e esperar a nossa casa. Quando o apê ficou pronto, começamos a montar no chão do quarto, o único lugar que conseguimos espaço. E foi assim, um ano e meio mais ou menos, montando um dia aqui, outro ali.... Olha como ia ficando...







Até que um dia, meu marido chegou do trabalho mais cedo e justo naquele dia nós esquecemos a porta do quarto destrancada (sim, colocamos um trava por fora pras gatas não conseguirem abrir a porta). E o resultado foi:

Aí que bateu um desânimo, guardei tudo na caixa de novo e a caixa está guardada. Porque ainda tenho esperança de conseguir espaço para montar.

Ano passado meu marido me deu de presente de aniversário, o do Romero Brito "O Abraço" que faz tempo que eu queria. Montamos, enquadramos e agora ele está na parede da sala:



Num evento onde eu trabalhava, estavam vendendo brinquedos com as caixas amassadas com preços beeem baratinhos. Comprei a Monalisa e também já montamos, enquadramos e agora ela está na sala assim:


O que aprendemos com isso? Que onde nós moramos, com o espaço que nós temos, de agora em diante só os menores de 2 mil peças no máximo. Se for maior que isso não vamos conseguir montar! Serviu de lição mas o amor continua... Já estou procurando outro pra montar. Quero só ver quando não tiver mais espaço nas paredes....

E você, tem também? Me mostra...?

Beijos!